Serviço de Proteção Social Especial para Pessoas com Deficiência, Idosas e suas Famílias

 

Serviço para a oferta de atendimento especializado a famílias com pessoas com deficiência e idosos com algum grau de dependência, que tiveram suas limitações agravadas por violações de direitos, tais como: exploração da imagem, isolamento, confinamento, atitudes discriminatórias e preconceituosas no seio da família, falta de cuidados adequados por parte do cuidador, alto grau de estresse do cuidador, desvalorização da potencialidade/capacidade da pessoa, dentre outras que agravam a dependência e comprometem o desenvolvimento da autonomia.

Serviço realizado em parceria com a Cáritas de Londrina.

Endereço da Cáritas em Londrina:

Rua Emílio de Menezes, 205, Jardim Shangri-lá - 86070-590
Fone: (43) 3354-2853

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Família Acolhedora

Localização:

Endereço: Avenida Rio de Janeiro, 1288, Centro – Londrina/PR

Telefone: (43) 3378-0589

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Blog: https://familiacolhedora.wordpress.com/

 

O Serviço de Acolhimento em Família Acolhedora de Londrina é serviço público governamental, executado por equipe técnica específica da Diretoria de Proteção Social Especial, da Secretaria Municipal de Assistência Social.

Esse serviço consiste em cadastrar, avaliar, selecionar, capacitar e acompanhar famílias londrinenses para receberem em suas casas, por um período determinado, crianças, adolescentes ou grupos de irmãos em situação de desproteção que, por ordem judicial, precisam ser afastados de sua família de origem, dando-lhes acolhida e a possibilidade de convivência familiar e comunitária. Esse acolhimento tem a duração de um período de até dois anos.

A família acolhedora representa a continuidade da convivência familiar em ambiente sadio para a criança ou adolescente, que não se compromete a assumir a criança como filho, mas se coloca como parceira do sistema de proteção, auxiliando na preparação para o retorno à família de origem, substituta ou para adoção. A família Acolhedora deverá responsabilizar-se pelas atividades rotineiras dos acolhidos, como levar à escola, atendimento em saúde, preferencialmente na rede pública, preservar o vínculo e convivência entre irmãos e comunicar à equipe do serviço todas as situações de enfrentamento de dificuldades que observem durante o acolhimento.

Do ponto de vista legal, o Serviço de Acolhimento em Família Acolhedora deve organizar-se segundo os princípios e diretrizes do Estatuto da Criança e do Adolescente, especialmente no que se refere à excepcionalidade e provisoriedade do acolhimento; ao investimento no retorno familiar; à preservação da convivência e do vínculo afetivo entre grupos de irmãos; à permanente articulação com a Justiça e rede de serviços.

Para se cadastrar como Família Acolhedora, deverá preencher os seguintes requisitos:

  • Ser maior de 21 anos, sem restrição quanto ao sexo e estado civil; Não ter interesse em adoção;
  • Concordância de todos os membros da família;
  • Residir em Londrina há pelo menos 1 ano;
  • Não apresentar pendências com a justiça e com o Conselho Tutelar que indiquem a inadequação da guarda;
  • Não ter passado por situações de luto ou perda recente;
  • Buscar o serviço, disponibilizar-se a passar por um processo de avaliação, ser capacitado para tal e estar disponível afetivamente para esta vivência.

 

A equipe do Serviço é formada por Assistentes Sociais e Psicólogos, que, juntos, têm a competência de prestar os esclarecimentos necessários às famílias interessadas, de modo individual e/ou em grupos de familiares, avaliar as famílias de acordo com os critérios legais, utilizando-se dos processos técnicos e metodológicos, bem como, realizar o processo de capacitação das famílias selecionadas

-Acompanhar a família acolhedora e a criança ou adolescente durante o processo de acolhimento;

-Manter informada a Vara da Infância e Juventude, mediante elaboração do PIA- Plano Individual de Atendimento e Relatórios Sistemáticos.

 

Acolhimento não é Adoção!

As famílias acolhedoras não poderão, sob hipótese nenhuma, adotar as crianças e adolescentes acolhidos. É importante lembrar que o acolhimento é sempre temporário e provisório, e tem como objetivo principal que a criança retorne à sua família de origem. Também é uma estratégia para a não institucionalização das crianças e adolescentes.

 

Parceiros

1ª Vara da Infância e da Juventude de Londrina
Ministério Público do Paraná
Defensoria Pública do Estado do Paraná
Conselhos Tutelares de Londrina
Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Londrina (CMDCA)

Conselho Municipal de Assistência Social de Londrina

Rede de Serviços Socioassistenciais de Londrina

CREAS III - Atendimento à Criança e Adolescente vítimas de violência

Localização

 

Endereço: Av. Rio de Janeiro, 1288 - Centro

Tel:(43) 3378-0563 Ramal: 318

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.



CREAS III - Atendimento à Criança e ao Adolescente Vítima de Violência

O CREAS- III integra a Política de Proteção Social Especial do município e tem como objetivo realizar atendimento psicossocial a crianças e adolescentes vítimas da violência, na faixa etária de 0 a 18 anos, bem como seus familiares, provenientes da área urbana e rural do Município de Londrina.

Público Atendido

  • Crianças e/ou Adolescentes vítimas de abuso sexual intra e extra familiar.
  • Crianças e/ou Adolescentes Vítimas de abusos físicos/ psicológicos/ negligência de natureza grave no contexto familiar.
  • Crianças e/ou Adolescentes envolvidos e/ou submetidos à ESCI (Exploração Sexual Comercial).
  • Adolescentes autores de violência sexual contra crianças.

CREAS IV - Serviço de Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos

Localização:


Endereço: Avenida Rio de Janeiro, 1560

Telefone: 3378-0405 Ramal: 375

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. (Exclusivo para o envio da ficha de notificação)

 

Serviço de Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos

O Centro de Referência Especializado de Assistência Social - CREAS 4-  é um serviço de proteção e atendimento especializado a famílias e indivíduos que oferta atendimento, apoio, orientação e acompanhamento a famílias com um ou mais de seus membros em situação de violação de direitos que demandam intervenções especializadas no âmbito do Sistema Único de Assistência Social. Compreende atenção e orientações direcionadas para a promoção de direitos, a preservação e o fortalecimento da função protetiva das famílias diante do conjunto de condições que as vulnerabilizam e/ou as submetem a situações de risco pessoal e social, sendo o público usuário, pessoas idosas e pessoas com deficiência (acima de 18 anos), independentes, e suas respectivas famílias, que estejam em situação de risco social por violação de direitos, intrafamiliar, como: Negligência e abandono; Isolamento; Violência física; Violência psicológica; Violência patrimonial e/ou financeira e violência sexual.

 

 

CREAS II - Serviço de Proteção ao Adolescente

Localização

Endereço: Rua Rapouso Tavares, 828 Vila Larsen

Telefone: (43) 3378-0386 Ramal: 438

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

A unidade do CREAS II desenvolve os serviços abaixo relacionados:


SERVIÇO DE PROTEÇÃO E ATENDIMENTO ESPECIALIZADO A FAMÍLIAS E INDIVÍDUOS (PAEFI).

Serviço de apoio, orientação e acompanhamento a famílias com um ou mais de seus membros em situação de ameaça ou violação de direitos. Compreende atenções e orientações direcionadas para a promoção de direitos, a preservação e o fortalecimento de vínculos familiares, comunitários e sociais e para o fortalecimento da função protetiva das famílias diante do conjunto de condições que as vulnerabilizam e/ou as submetem a situações de risco pessoal e social.

SERVIÇO DE PROTEÇÃO SOCIAL A ADOLESCENTES EM CUMPRIMENTO DE MEDIDA SOCIOEDUCATIVA DE LIBERDADE ASSISTIDA (LA) E DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS À COMUNIDADE (PSC).

O serviço tem por finalidade prover atenção socioassistencial e acompanhamento a adolescentes e jovens em cumprimento de medidas socioeducativas em meio aberto, determinadas judicialmente. Deve contribuir para o acesso a direitos e para a resignificação de valores na vida pessoal e social dos adolescentes e jovens.