Banner
   
Tamanho Texto

Busca

Estudantes da rede municipal encerram seu primeiro mandato na Câmara Mirim

Share

O projeto da Câmara Municipal, realizado através da Escola do Legislativo, contou também com alunos de escolas estaduais e particulares

Foi encerrada nesta quinta-feira (6) a 1ª Legislatura da Câmara Mirim, projeto realizado pela Câmara Municipal através da Escola do Legislativo, e que envolve alunos do 5º ao 9º ano matriculados em escolas públicas e particulares. Nesta primeira edição, participaram 19 alunos como vereadores e outros 19 como suplentes, e cinco deles são estudantes na rede municipal. A solenidade de encerramento foi realizada na Câmara Municipal, e contou com a presença da secretária municipal de Educação, Maria Tereza Paschoal de Moraes, entre outras autoridades.

camara.mirim.P.ArquivoDentre os alunos participantes do projeto, dois são estudantes da Escola Municipal Hikoma Udihara, a vereadora Ysabella Alexandre Matos e o seu suplente, Carlos Eduardo Guiato; da Escola Municipal Professora Maria Irene Vicentini Theodoro, Ana Julia Ferreira Giorgetti; e da Escola Municipal Professor Moacyr Teixeira, as estudantes Ana Clara Moraes Valin Emanuelly Cristine da Silva. Todos estão matriculados em turmas do 5º ano.

O processo de seleção dos alunos que participaram do projeto ocorreu em novembro do ano passado, com campanha eleitoral, definição de partidos políticos, emissão de títulos de eleitor e o voto. Segundo Maria Tereza, trata-se de uma grande ação da Câmara Municipal. “Promover a educação política é essencial, já que muitas pessoas ainda não sabem como funciona o processo legislativo. Então veio essa iniciativa, onde as crianças passaram o ano aprendendo, compartilhando informações com seus colegas, realizando várias ações, e é fundamental que tenhamos mais ações como essa”, afirmou.

A diretora da Escola Municipal Hikoma Udihara, Iracema Sbizera dos Santos Ribeiro, destacou o aprendizado dos alunos obtido através da Câmara Mirim, e o reflexo que a iniciativa trará na sociedade. “Para a escola, é muito bom que a criança se envolva nas questões de cidadania, conheça de perto esse cenário e aprenda como funciona o desenvolvimento das leis. Com essa experiência, eles saem interados de um processo onde puderam expressar sua opinião, aprender a discutir entre seus pares. E essa vivência acontecendo cedo, reflete bem no futuro. A nossa geração não teve essa oportunidade, hoje uma grande parcela da população é apolítica, e acabamos enfrentando as consequências disso. Mas com esse projeto, creio que essas crianças não vão passar por isso”, destacou.

Para a próxima legislatura, já foram selecionados e empossados os alunos participantes. A expectativa é que as reuniões comecem em fevereiro do próximo ano. “Os professores trabalharam nas aulas temas muito pertinentes, e ouvir os alunos falarem sobre a segurança das urnas, explicar a transparência de todo o processo eleitoral, faz com que eles acabem conscientizando seus colegas, familiares e pessoas ao redor”, contou a diretora.

Para o coordenador da Escola do Legislativo, Jeferson Luis Inacio, os trabalhos desenvolvidos pelos vereadores mirins, ao longo dos dez encontros realizados neste ano permitiram importantes debates sobre temas cruciais para a cidade. “Foram muitas indicações de serviços públicos necessários, pedidos de informações sobre licitações, gastos públicos e várias sugestões de projetos de lei encaminhadas ao Executivo, que oportunamente poderão vir a tornar-se leis municipais. É muito gratificante ver esses jovens se envolvendo com temas de interesse público e ajudando a pensar a cidade de forma democrática. A primeira turma encerra com excelente resultados, e com certeza isso estimulará a segunda turma a uma participação ainda mais efetiva”, completou.

Acesso Fácil

Menu Principal

Quem está Online?

Nós temos 3286 visitantes

Núcleo de Comunicação

Banner
Banner