Banner
   
Tamanho Texto

Busca

Saúde intensifica ações educativas nos bairros com mais focos de dengue

Share

Palestra em condomínios e CMEIs, além de exposição e mutirão de limpeza, reforçam a batalha contra o mosquito Aedes

 

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Setor de Endemias, prossegue com as ações educativas de combate a diversas endemias, entre elas as que são provocadas pelo mosquito Aedes aegypti. Nesta quinta-feira (17), das 9 às 11 horas, haverá uma palestra e treinamento para os moradores e colaboradores de um condomínio residencial, localizado na região sul.

Segundo a educadora em Endemias da pasta, Lucimara Vasconcelos, o objetivo da ação é conscientizar sobre a importância de combater a proliferação do mosquito, principalmente por meio de medidas de prevenção.  Foram encontrados focos do mosquito em diversos condomínios da cidade, apontados pelo último Levantamento Rápido de Infestação do Aedes aegypti (LIRAa). “A principal dica é acondicionar o lixo e recipientes em local apropriado, para que não venham a acumular água e possam servir como criadouros para o mosquito, além de observar o quintal todo do condomínio e as plantas, que podem contribuir com os focos”, explicou.

Lucimara informou ainda que os técnicos também têm feito diversas visitas aos empreendimentos, reforçando as orientações aos moradores. “Além de falar com os condôminos, os agentes entregam panfletos com orientações, que incluem os meios de prevenção, as doenças e seus sintomas, além dos tipos de criadouros”, apontou.

Condomínios interessados em receber palestras e treinamentos sobre o assunto, podem agendar no 0800-400-1893, de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas.

CMEI - Na sexta-feira (18), das 9 às 11 horas, será realizada uma exposição de endemias no Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Marina Sabóia Nascimento, localizado na Rodovia João Alves da Rocha Loures, 3.655, União da Vitoria, região sul. Estarão expostos o larvário, que contém o ciclo do Aedes, com o ovo, a larva, a pupa e o mosquito adulto, e de outros vetores transmissores de doenças, como o caramujo africano, caramujo da esquistossomose, bicho barbeiro e escorpião.

Os estudantes receberão ainda informações sobre a leishmaniose e haverá exposição de materiais lúdicos, simbolizando os criadouros. A ação é voltada para cerca de 50 alunos, na faixa etária de 3 a 5 anos. Além disso, de acordo com Lucimara, aproximadamente 20 alunos do CMEI participarão de um mutirão de limpeza dentro do Centro, a fim de fazer o reconhecimento de possíveis criadouros, como tampinhas, sacolinhas, papel de bala, potes plásticos, entre outros recipientes.

Números da dengue - A Secretaria Municipal de Saúde divulgou, nesta quarta-feira (16), o resumo semanal com os dados sobre a dengue em Londrina. Do início do ano até o momento, foram registradas 1.422 notificações relacionadas à doença. Deste total, 13 casos foram confirmados, 1.077 descartados e outros 332 estão em andamento, aguardando o resultado de exames laboratoriais.

Acesso Fácil

Menu Principal

Quem está Online?

Nós temos 2476 visitantes

Núcleo de Comunicação

Banner
Banner