Banner
   
Tamanho Texto

Busca

Londrina recebe o título de Cidade Genial

Share

A intenção é valorizar as vantagens competitivas de Londrina frente a outros municípios brasileiros

Londrina recebe o título de Cidade GenialNesta sexta-feira (11), às 10 horas, o prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, apresentou a Lei nº 12.698/2018, que reconhece e confere ao Município o Título de Cidade Genial. A solenidade foi realizada no gabinete do prefeito, localizado na sede administrativa da Prefeitura, na Avenida Duque de Caxias, 635, no Centro Cívico.

Este título tem como intenção valorizar as vantagens competitivas de Londrina frente a outros municípios brasileiros, a começar pelo povo e percorrendo diversas áreas como a educação, o agronegócio, tecnologia da Informação (TI), localização privilegiada e belezas naturais. Para o prefeito, essa inciativa poderá atrair mais empresas de grande porte como aquelas que aqui já se instalaram como a Atos e a Tata Consultancy Services (TCS), que é uma das maiores companhias de Tecnologia da Informação (TI) do mundo.

Essas empresas geram empregos e trazem recursos financeiros para a cidade. “Isso é muito importante, porque Londrina é um dos polos tecnológicos de informação do país, tem uma legislação inovadora, temos o ISS tecnológico, distrito tecnológico, um conjunto de potencialidades que fazem de Londrina um grande polo que só tende a crescer. Esse título caracteriza o que Londrina já é”, disse Marcelo.  

Londrina recebe o título de Cidade GenialSegundo o vereador Pastor Gerson Araújo, a ideia é levar o nome de Londrina e suas qualidades aos empresários de outras localidades e para a própria população. “A gente que é de Londrina enxerga uma cidade pujante, que cresce a cada dia, mas, por outro lado, ela não tem muito reconhecimento até mesmo pela própria população. O projeto teve como ideia justamente chamar a atenção para as belezas e as qualidades que a cidade tem e elevar a autoestima do Município, mostrando isso aos empresários, imprensa e moradores”, disse.

Entre os destaques de Londrina estão a instalação de indústrias de TI, com 1,2 empresas, companhias multinacionais ao lado de startups com cerca de 14 mil empregos neste setor, sendo que segundo dados da Acil, das mil startups instaladas no Paraná, cerca de 35% delas estão na região de Londrina. Além disso, segundo o Levantamento do Perfil das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação de Londrina e Região Metropolitana, feito pelo APL de TI de Londrina e Região, das 30 empresas de Softech do Brasil, 10 são da região de Londrina.  

De acordo com o gerente regional do Sebrae, Fabrício Bianchi, a genialidade de Londrina está na capacidade de a cidade se articular de forma rápida, aproveitando as oportunidades, que muitos municípios não têm. Porém, é preciso que os governantes do poder público tenham essa percepção e realizem ações como a de hoje, divulgando o nome da cidade nacionalmente. “É um reconhecimento para a cidade de algo que vem acontecendo há um bom tempo, com um arranjo produtivo local de Tecnologia da Informação e Comunicação, e que se consolida neste momento. Por parte do Sebrae, posso dizer que é um processo legítimo e que isso é uma conquista muito grande para nós e para os setores econômicos que se aproveitam para se tornarem mais competitivos”, ressaltou.  

O presidente da Associação Comercial e Industrial de Londrina (ACIL), Claudio Tedeschi lembrou que, há 12 anos, o Fórum Desenvolve Londrina trouxe à tona os debates sobre o processo permanente de planejamento estratégico integrado e participativo, criação de um ambiente favorável para o desenvolvimento e a promoção e o apoio das políticas e iniciativas públicas e privadas de desenvolvimento sustentável. Fatos estes, que ajudaram a cidade a se desenvolver. “Criamos um ambiente de empreendedorismo cívico, onde se tenta conectar as melhores cabeças que se tem na região no sentido de se traçar um rumo para a cidade, para que ela tenha um desenvolvimento sustentável. Os frutos começam a aparecer agora e certamente será a terceira grande onda de revolução econômica da nossa cidade”.

Além desses avanços, a área de educação é uma das que se destaca. São 17 instituições de ensino superior com 50 mil alunos matriculados, 19 escolas técnicas e de formação continuada de mão de obra especializada; além de 2.450 empresas de Tecnologia de Informação e Comunicação, com aproximadamente 16 mil empregados.

Outros fatores como as belezas naturais, a localização estratégica próxima a grandes centros e como município sede da região metropolitana do norte do Paraná, a geração de pesquisas e estudos avançados em diversas como a saúde, agronegócio, telecomunicações, inovações, empreendedorismo, excelência em ambiente de negócios e polo nacional em Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC) contribuíram para que a cidade ganhasse o título de genial.

Londrina recebe o título de Cidade GenialOs investimentos empresariais e públicos em segmentos sustentáveis e não poluidores e o desenvolvimento de políticas públicas na área social também demonstram a vocação da Cidade Genial. “É uma honra estar aqui nesse momento feliz. Esse projeto consagra a genialidade do povo de Londrina e é o que faz a diferença”, completou o deputado federal, Luiz Carlos Hauly.

Este título não excluiu outros que Londrina já tem como o da Capital Mundial do Café e sua proposição é uma iniciativa do vereador Gerson Araújo, por meio do Projeto de Lei nº 4/2018. A lei está disponível no Jornal Oficial do Município nº 3.516, no www.londrina.pr.gov.br.

Participaram da solenidade representantes do Sindicato da Indústria de Software do Paraná (Sinfor/PR), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), Central de Inovação, Desenvolvimento e Negócios Tecnológicos (CINTEC), Fomento Paraná, Programa de Qualificação Para a Exportação (PEIEX), APL de TI de Londrina e Região, ACIL, SEBRAE, Sercomtel, Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel), o vereador Jamil Janene e o secretariado municipal.

 

Fotos: Vivian Honorato

Acesso Fácil

Menu Principal

Quem está Online?

Nós temos 3079 visitantes