Banner
   
Tamanho Texto

Busca

Projeto Palavras Andantes é homenageado em exposição no Museu Histórico

Share

palavras.andantes.DP

A abertura da mostra será nesta quarta-feira (15), às 19h30; exposição terá contação de histórias, oficinas, instalações artísticas, entre outros

 

O projeto Bibliotecas Escolares “Palavras Andantes”, da Secretaria Municipal de Educação (SME), será homenageado na exposição “Quem conta um conto aumenta um ponto”. A abertura da mostra, que busca valorizar o contador de histórias, será no Museu Histórico de Londrina Padre Carlos Weiss, nesta quarta-feira (15), às 19h30. O museu fica na Rua Benjamim Constant, 900, ao lado do Terminal Urbano.

Segundo a coordenadora do projeto Palavras Andantes, Marcia Batista de Oliveira, a homenagem será para as 160 professoras que participam do projeto. “Estamos muito felizes e orgulhosos com esse reconhecimento. Sabemos que o projeto, iniciado em 2002, aumentou muito a leitura entre os alunos. A média de leitura no Brasil é de quatro livros por ano, já o Palavras Andantes oferece quatro livros por semana a 36 mil alunos. É um índice muito alto”, comemorou.

Márcia frisou que o projeto foi idealizado pelo professor Rovilson José da Silva, em agosto de 2002, e iniciou com capacitação dos professores para que as bibliotecas fossem aproveitadas de maneira mais produtiva. “Nossos quatro pilares são promover a contação de histórias, o empréstimo dos livros, a organização pedagógica da biblioteca e a formação continuada dos professores que atuam na biblioteca. Todo mês realizamos encontros de formação, com troca de experiências entre profissionais da rede, além de contato com autores literários e contadores e histórias”, contou.

Em 2008, o projeto foi reconhecido nacionalmente com o Prêmio Viva Leitura. E a proposta para os próximos anos é ampliar sua abrangência. “Estamos verificando a possibilidade de estender o Palavras Andantes para a Educação Infantil e de Jovens e Adultos. Acreditamos na importância da mediação da leitura, pois o livro está na prateleira e ali ele continua. Mas, se houver um profissional que atice a curiosidade dos leitores, esse livro passa a ser algo vivo, que energiza essa criança. Para que isso aconteça, há todo um trabalho, e utilizamos vários recursos. O principal tem sido a contação de histórias, e hoje já temos até alunos que são contadores de histórias”, ressaltou a coordenadora.

A exposição “Quem conta um conto aumenta um ponto” é uma realização da Cia Zoom. Durante a mostra, público poderá conferir telas, esculturas e instalação das artistas Patrícia Maia e Renata Maia e o artista convidado Paulo Thio. Além do projeto Palavras Andantes, também serão homenageados o kirigamista japonês Circuito, que fez história em Londrina com seus origamis entre as décadas de 60 e 80, e o autor e contador de histórias Tião Balalão. Haverá ainda oficinas abertas ao público e contação de histórias, às 10 e 14 horas.

Acesso Fácil

Menu Principal

Quem está Online?

Nós temos 3117 visitantes