Banner
   
Tamanho Texto

Busca

Universidade para região norte de Londrina: a realização de um sonho

Share

sanção.lei.campus.ifpr.P.foto.ncom

Prefeitura doa área para construção de novo campus do Instituto Federal do Paraná (IFPR) que terá capacidade para atender cerca de 1.200 estudantes

 

sanção.lei.campus.ifpr.1.foto.ncomO prefeito Marcelo Belinati sancionou, na manhã desta sexta-feira (10), em seu gabinete, a Lei nº 12.597/2017, que autoriza a doação de área ao Instituto Federal do Paraná (IFPR), para implantação de seu novo campus e expansão de oferta de vagas para cursos de educação profissional e tecnológica pública e gratuita para Londrina e região. O terreno tem 57 mil metros quadrados na região norte de Londrina, na Avenida da Liberdade, s/n.

As obras devem ser iniciadas no prazo máximo de um ano, após averbação da escritura definitiva de doação, e concluídas no prazo máximo de dois anos após o início. A previsão do começo das atividades é no começo de 2020 e local terá capacidade para atender cerca de 1.200 estudantes. O investimento no primeiro ano para a construção do novo campus será de R$ 2.250.000,00 sendo R$ 1 milhão proveniente de recurso próprio do Instituto, R$ 1 milhão do Ministério da Educação (MEC) e R$ 250 mil de emenda parlamentar do deputado federal Alex Canziani. O valor total orçado para a obra completa é de R$ 8.587.000,00.

O prefeito Marcelo Belinati ressaltou que a iniciativa irá contribuir com o crescimento econômico e desenvolvimento social da região norte, que completará 40 anos em breve. “Além de oportunizar formação educacional a muitas pessoas, a obra também proporcionará a geração de empregos, devido à construção da sede, revitalização do local e consequentemente mais segurança aos moradores do entorno. Provavelmente, também irá atrair novos empreendimentos para a região, por causa do movimento que será gerado no local”, frisou.

Em seu pronunciamento, o prefeito falou ainda sobre a importância do investimento em educação e agradeceu o empenho do deputado federal, Alex Canziani, e da Câmara Municipal de Londrina, para que a iniciativa fosse concretizada.  “Através da educação nós mudamos a realidade de muitas pessoas e famílias. Isto tem que sair dos discursos eleitorais e passar a ser uma prioridade efetiva de todos os governos e é isto que estamos fazendo em Londrina”, afirmou.

sanção.lei.campus.ifpr.4.foto.ncomO diretor do IFPR, campus Londrina, Marcelo Poleti, disse que além de expandir a rede federal dentro do Município, aumentando o número de cursos e de alunos, a nova sede vai consolidar o Instituto em Londrina. Segundo ele, trata-se de uma instituição inclusiva, onde 80% das vagas são destinadas a pessoas de pouco poder aquisitivo.  “Temos conseguido transformar a realidade de muitas pessoas e famílias e vamos continuar fazendo isto, com mais este campus”, relatou.

Ele informou que, dentre os cursos que funcionarão na região norte estão: Técnico em Informática e Técnico em Biotecnologia (integrados ao ensino médio); Licenciatura em Ciências Biológicas e Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas (nível superior).

Também é provável que os cursos técnicos em Enfermagem e Massoterapia aconteçam na região norte e uma especialização voltada para os professores da Rede Municipal de Ensino de Londrina. “Além disso, pretendemos debater, com a sociedade, o que a cidade espera do instituto enquanto qualificação profissional e, a partir disso, vamos estruturar a abertura de novos cursos”, garantiu.  

Em seu pronunciamento, o deputado Alex Canziani, ressaltou a importância do novo campus para a população da região norte. “Além de possibilitar ampliar as atividades do Instituto Federal, dará oportunidade de estudo para muitos jovens e trabalhadores. Sem dúvida, esta é uma importante conquista para Londrina”, destacou.

sanção.lei.campus.ifpr.3.foto.ncomO vereador Jairo Tamura lembrou da importância do processo de desburocratização, que vem sendo realizado desde o início da gestão do prefeito Marcelo Belinati, para a vinda de instituições e outros empreendimentos a Londrina. “Geralmente as tramitações no poder público são muito lentas e isso acarreta em diminuição de investimentos. Então, a desburocratização hoje é importantíssima em todo poder público, para podermos agilizar os processos e garantir os investimentos para a cidade”, apontou.

Também estiveram presentes na solenidade o vice-prefeito de Londrina, João Mendonça, e o secretariado municipal.

Sobre o IFPR -  O Instituto Federal do Paraná é uma instituição pública federal de ensino vinculada ao Ministério da Educação (MEC) por meio da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (SETEC). É voltada a educação superior, básica e profissional, especializada na oferta gratuita de educação profissional e tecnológica nas diferentes modalidades e níveis de ensino.

A instituição foi criada em dezembro de 2008 por meio da Lei 11.892, que instituiu a Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica e os 38 institutos federais hoje existentes no país. Com a Lei em vigor, a Escola Técnica da Universidade Federal do Paraná (ET-UFPR) foi transformada no IFPR, que hoje possui autonomia administrativa e pedagógica.

O IFPR possui 25 campus espalhados pelo estado do Paraná e continua em expansão. Atualmente, a instituição contempla cerca de 30 mil estudantes nos cursos de modalidade presencial e a distância. Em Londrina, o IFPR oferece à comunidade nove formações, sendo sete de nível técnico e dois superiores, que atendem 700 estudantes.

 

Fotos: N.com

Acesso Fácil

Menu Principal

Quem está Online?

Nós temos 3130 visitantes