Banner
   
Tamanho Texto

Busca

A Cidade - Praças, Parques e Florestas

Índice do Artigo
A Cidade
História
Geografia
Hidrografia
Clima
Demografia
Divisão Administrativa
Economia
Principais Indústrias
Infra-estrutura
Cultura
Esporte
Templos Religiosos
Praças, Parques e Florestas
Museus
Turismo e Eventos
Todas as Páginas

 

Praças, parques e florestas

Londrina conta com 7.711.227,31 m² de área verde, quase o dobro de área verde recomendado pela ONU (Organização das Nações Unidas), e 241 (2003) praças públicas.

As principais praças são a da Bandeira, a praça Tomi Nakagawa e a praça Rocha Pombo, na área central da cidade, e a Praça Nishinomiya, próximo ao aeroporto.


Praça Tomi Nakagawa

Já entre as áreas verdes do Município destacam-se:

Lago Igapó

Lago Igapó Uma das mais belas áreas de lazer que os londrinenses e demais pessoas que passam por Londrina podem desfrutar é o Lago Igapó, cujo nome, na língua tupi, significa transvazamento de rios.

O Lago foi projetado em 1957, na gestão de Antonio F. Sobrinho, como uma solução para o problema da drenagem do ribeirão Cambezinho, dificultada por uma barragem natural de pedra. Inicialmente pensou-sem em dinamitar a barragem, mas prevaleceu a ideia de formar um lago.

O Igapó foi inaugurado em 10 de dezembro de 1959, dia do Jubileu de Prata de Londrina, juntamente com a estação de saneamento. Após um período de certo abandono, foi elaborado um projeto de revitalização do Lago, na gestão de Dalton Paranaguá, com projeto paisagístico de Burle Marx que incluia um jardim com 187 espécies de plantas nativas.

Área de Lazer Luigi Borghesi – Zerão

 

Zerão A Área de Lazer Luigi Borghesi é mais comumente conhecida por Zerão, em função do formato da sua pista de cooper com extensão de 1050 metros parecer o de um grande zero. Na área interna desta pista há um grande gramado, quadras de esportes e playground.

Anexas ao parque existem várias outras benfeitorias: anfiteatro com capacidade para 15.000 pessoas, postos telefônicos, bebedouros, chuveiros e um estacionamento com aproximadamente 220 vagas.

No Zerão são realizadas manifestações artísticas, culturais e esportivas da comunidade, como o Projeto Brisa, apresentações do Festival Internacional de Londrina (FILO), apresentações do Festival de Música de Londrina e diversos campeonatos de ginástica aeróbica.

Mata dos Godoy

Mata do Godoy O Parque Estadual Mata dos Godoy é um importante remanescente de Floresta Subtropical no município de Londrina, possuindo uma área de 690,1756 hectares ele foi criado através do Decreto Estadual nº 5.150 em 5 de junho 1989. A maior parte da área do Parque pertencia à família Godoy e fazia parte da Fazenda Santa Helena, que em função da preocupação do Sr. Olavo de Godoy, em manter a sobrevivência das espécies de fauna e flora da região, preservou esta enorme área de floresta.

Como esta preocupação ainda é possível encontrar outras áreas de floresta bem preservadas pela comunidade do entorno, algumas inclusive com mata primária, possibilitando, a manutenção de corredores de biodiversidade e inter-relação com a mata do Parque.

A Mata do Godoy dispõe também de centro de visitantes e realiza visitas monitoraras através de trilhas onde são dadas explicações sobre as espécies da flora da região e sobre o processo de recuperação da cobertura florestal

Parque Arthur Thomas

O Parque Arthur Thomas é uma floresta urbana localizada nas proximidades da região central de Londrina. O parque possui uma área total de 85,47 hectares, onde antes estava instalada a primeira usina hidroelétrica da cidade.

Ele foi criado em 1975 e aberto a visitação a partir de 1987 e conta com variadas espécies animais e vegetais.


Acesso Fácil

Menu Principal

Quem está Online?

Nós temos 3339 visitantes